POR:

Fácil Comunicação

Eleições 2020: Prefeitos, vereadores e a corrida no ano pré-eleitoral

TAGS:

O processo eleitoral municipal será em outubro de 2020. Os votos para prefeito e vereador serão cada vez mais disputados em um novo momento da comunicação e do marketing eleitoral, considerados cada vez mais transformadores. Para quem trabalhou e divulgou bem, com pesquisas sistemáticas e suas avaliações, tem tudo para largar na frente. Ninguém ganha eleição às vésperas do pleito.

É preciso consolidar uma reputação, com uma história admirável, construir um discurso positivo e repertório para os embates que estão por vir. É bom preparar um planejamento e colocá-lo em prática. Quem se organiza, leva vantagem ao conhecer um terreno cada vez mais imprevisível com a nova política. Resta saber se as pessoas vão derrotar ou manter o político atual. Por isso, separamos cinco dicas que os pré-candidatos ao cargo de prefeito e vereador devem projetar para 2020, buscando terminar 2019 com um imagem positiva:

1 – Contrate uma pesquisa de opinião pública

E afinal, qual é o meu público? Onde quero chegar? Quais são os meus pontos fortes e fracos? E do adversário? Para quem está atualmente em um dos cargos: como está minha avaliação do trabalho feito nos primeiros dois anos de mandato? Colocar meu nome para disputa de prefeito agora, é a hora certa? Estas são algumas dúvidas respondidas por uma pesquisa de opinião. A contratação de um instituto sério é fundamental assim como um estudo do município da forma criteriosa para determinar o próximo passo. Se tiver rejeição, importante saber as causas e trabalhar para desconstruir e amenizar os impactos. Fazer isso, faltando poucos meses para o pleito, é estrear com um barco em alto mar em um risco negativo considerável, podendo ser a sua última aventura de um gestor público.

2 – Invista em Marketing digital, aplicativos e seus exércitos

Ter presença digital, pelo menos no Instagram ou Facebook, defender causas, ser presente no dia a dia da população, propagar por meio de fotos e vídeos – estes com enorme alcance – com lives, por exemplo, fazem toda a diferença para erguer a persona e seus valores. Uma persona bem definida com estratégia estruturada, calendário de publicações com planejamento de conteúdo ditam a regra básica do passo a passo. Importante reforçar que muito presente em 2018 e que vem com tudo em 2020 será a utilização de aplicativos de mensagens como WhatsApp Marketing, com conteúdos de vídeo, áudio e texto. E além desse conteúdo, há exércitos de influenciados sendo criados para propagar seus conteúdos, defender suas ideias e estratégias. Portanto, ao viver no ambiente digital, interaja, agradeça, participe com seu público. Criar sem antecedência uma estratégia na internet, é ter um alcance cada vez mais restrito, com seu conteúdo sendo entregue a menos eleitores na hora que mais precisar. A internet decidiu a campanha em 2018 e vai decidir em 2020.

3 – Abuse de links patrocinados com conteúdos relevantes

A verba de comunicação nas eleições para as campanhas de prefeito e vereador poderão ser impulsionadas em 2020, os links patrocinados, alcançando muito mais eleitores, como foi na campanha de 2018, primeira vez liberada para fazer anúncios nas redes sociais. Um bom planejamento, com impulsionamento de conteúdos, programas, séries, irá construir o direcionamento necessário para a divulgação de um produto relevante e atrativo para o público. Esse tipo de mídia será cada vez mais utilizado, já que alguns meios de informação, como carro de som, estão sendo cada vez menos usados.

4 – Produza vídeos e faça Media Training (Treinamento de Mídia)

Todo e qualquer canal de comunicação é importante, como a TV e o rádio. No entanto, produção de conteúdos para as redes sociais e no momento certo durante a propaganda eleitoral gratuita de TV impulsionam a simpatia pelo candidato e sua causa. Nomes novos na política usam bastante conteúdos em vídeos e até a turma mais antiga já reconhece a força do olho no olho, de boas histórias, de um roteiro que desperte o encantamento, a admiração de frente para a câmera ou para a câmera dos smartphones avançados. A geração de conteúdo em vídeos prende muito mais a atenção que uma foto. E, como começar, como se comportar? Um bom Media Training, conhecido como Treinamento de Mídia para porta-vozes, prepara o candidato e mostra como ele deve se portar, falar e se vestir, cativando quem está assistindo, ouvindo entrevista ao vivo em rádios, nas lives transmitidas em plataformas digitais, como responder perguntas previsíveis e até imprevisíveis, ou por conteúdo produzido para serem postados nas redes sociais posteriormente. Fazer o Media Training deixa tudo mais tranquilo.

5 – Priorize um Marketing Político na construção ou desconstrução

Para quem exerce um mandato nos poderes Executivo ou Legislativo municipais, é hora de reunir o que foi feito e apresentar a relevância do trabalho realizado para ter discurso em 2020. Se nunca foi candidato, pode usar a linha da construção de imagem por diversos meios de comunicação, iniciar uma apresentação com suas ideias, sejam em portais, blogs, jornais, tevês – por meio do serviço de Assessoria de Imprensa – ou até mesmo ter o discurso combativo perante o seu adversário, ser uma oposição com bons argumentos, por um conceito do novo, da mudança, da renovação, de parar o que está errado, agradar o eleitor, principalmente sabendo por pesquisa o que o povo quer ouvir. Sendo assim, a estratégia da desconstrução, com pontos fracos do adversário, sustentam o discurso baseado nos indicativos de pesquisa e de dados coletados junto à opinião pública.