Publicado em

20

OUT
POR:

Fulano de tal

Criança cedo na escola estimula desenvolvimento neurológico

TAGS:

Saber o momento certo para dar início à vida escolar dos filhos ainda é dúvida para muito pais. Essa decisão se torna ainda mais difícil na configuração familiar da atualidade, quando os pais precisam se readaptar após a licença e voltar à rotina de trabalho. Ao mesmo tempo, surgem questionamentos sobre o desenvolvimento e a aprendizagem dos bebês – a idade certa para falar, andar, tirar a fralda. Embora eles já nasçam com os sentidos prontos, o desenvolvimento motor, cognitivo e emocional dos pequenos pode ser estimulado a partir de um acompanhamento especializado, e a escola é parte fundamental desse processo. O berçário se torna uma boa opção para o retorno dos pais às atividades profissionais e para o estímulo ao desenvolvimento neurológico dos filhos.

A criação de uma rotina fortalece o relógio biológico do bebê – auxilia o sono, a alimentação e, junto com eles, o cumprimento de horários. Isso cultua nas crianças, segundo os especialistas, um desenvolvimento de ordem neurológica superior a uma criança que não tem essa organização. Ainda no primeiro ano de vida esse progresso acontece de forma sequencial, e cada competência ou capacidade adquirida é fundamental para a aquisição de uma próxima, de uma nova área do desenvolvimento. Quanto mais cedo a criança é estimulada, mais cedo ela ampliará suas habilidades.

O ambiente doméstico, embora cheio de amor, não atende efetivamente à todas as necessidades educativas de socialização e estímulo ao desenvolvimento das crianças. Por isso a importância de um acompanhamento especializado e que considere as individualidades de cada aluno. Assim, o bebê pode desenvolver seu potencial de forma espontânea e a escola vai contribuir a descobrir e evoluir as possíveis fragilidades que ele possa ter. A coordenadora pedagógica da Escola Bilíngue Lápis de Cor, Luciana Fortunato, detalha a importância da condução escolar nesse processo:

“É no berçário que tudo se inicia, a partir dos 4 meses (quando a criança já fica sentada), iniciam-se estímulos motores para que se movimentem, fortaleçam e tonifiquem seus músculos. Além disso, o contato com outras crianças favorece a socialização, e aos poucos, elas vão se integrando à convivência em grupo. Elas constroem laços afetivos e desenvolvem regras básicas de convivência. Através das próprias brincadeiras elas já se deparam com situações de conflitos sociais e para superá-las, contam com a mediação de um pedagogo. A individualidade de cada uma precisa ser respeitada, afinal, cada criança é um ser único, que tem uma família, seus valores constituídos e a sua personalidade”.

Referência em educação desde 1990, a Lápis de Cor oferece um ambiente seguro para os pais e mães deixarem seus filhos e voltarem ao trabalho, além de priorizar um ensino de excelência. Para tanto, a escola já se adequou às novas propostas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) que regulamenta as ações didático-pedagógicas para as instituições educativas quanto ao desenvolvimento e aprendizagem nos berçários, com crianças a partir dos 4 meses.

A instituição educativa apresenta um ambiente favorável para o pleno desenvolvimento dos bebês. Composto por Sala de Estimulação, Sala de Estimulação Externa, Sala de Banho e Trocas, Sala de Berços Climatizada e Lactário, a Lápis de Cor desenvolve um trabalho de estimulação da percepção sensório-motora através de atividades motoras, visuais e auditivas como músicas, histórias, jogos e dramatizações. Ainda de acordo com a coordenadora pedagógica da instituição: “A criança aprende com as memórias construídas através de vivências significativas cotidianas, dessa maneira, são estimuladas a terem situações de aprendizagens representativas para sua vida. Por isso a nossa preocupação em oferecer um ambiente capacitado e pronto para receber e preparar as crianças para um futuro de excelência”.